×

INNOSPACE DIVULGA ANIMAÇÃO DE COMO SERÁ O PRIMEIRO VOO DO HANBIT-NANO

INNOSPACE DIVULGA ANIMAÇÃO DE COMO SERÁ O PRIMEIRO VOO DO HANBIT-NANO

A Innospace foi a primeira empresa privada a fazer um voo comercial do Centro de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão, isso em 2023, e esse voo foi apenas suborbital. O voo foi de uma excelência tão grande que o foguete que tinha 50Kg de capacidade de carga agora possui 90Kg, isso se deve a posição do centro em relação ao equador que provou na pratica a teoria de eficiência energética.

A empresa foi escolhida como reserva de uma empresa falsa que havia ganhado o direito de exploração comercial da plataforma TMI (Torre Móvel de Integração), após essa misteriosa empresa desistir do contrato a Innospace foi escolhida sem muito alarde na mídia, desde então se mostrou a única empresa realmente capaz de cumprir com o contrato de 5 Anos de exploração comercial da base, as demais companhias que ganharam direito de uso das outras áreas como a Plataforma Universal e o Perfilador de Vento simplesmente desapareceram ou declararam falência, como a Virgin Orbit, que conseguiu o direito de exploração do Aeroporto mas em poucas missões fracassadas ja se mostrou economicamente instável para operar no setor

Agora está chegando a reta final para o primeiro voo orbital da Startup sul-coreana, mais novidades aparecem a cada dia, teoricamente o voo será ainda no começo de 2025 (No mesmo período que se espera o primeiro voo do VS-50). Será um período agitado na pequena península maranhense de Alcântara. e como forma de ir gerando o clima e o entusiasmo, foi divulgado o primeiro video em animação mostrando todo o perfil de voo do HANBIT-NANO, desde seu lançamento na plataforma, até a queima de de órbita.

O HANBIT-Nano da INNOSPACE, nosso primeiro lançador orbital, apoiará os clientes a atingir seus objetivos, fornecendo serviços de lançamento confiáveis com implantação orbital precisa. Confira a jornada do HANBIT-Nano desde a decolagem até a implantação do satélite nesta animação.

Innospace em suas redes sociais
Vídeo do lançamento

Caso tudo dê certo esse será o primeiro foguete movido a propelentes hibridos a atingir a orbita e o primeiro voo orbital partindo de território brasileiro

Share this content:

2 comentários

comments user
André Moraes

Espero que um dia o Brasil volte a crescer na área aeroespacial, mas essa base de Alcântara, vai ter que ter um investimento pesado, com pessoal responsável e envolvida na causa, investimento usado honestamente na obra.

comments user
Arthur

INNOSPACE vai mudar o cenário se der certo
Que bom que alcantara vai ficar ocupada em 2025

Publicar comentário