×

FIM DA SOBERANIA BRASILEIRA! Avibrás é vendida para grupo estrangeiro!!

manifestantes em frente a avibrás

FIM DA SOBERANIA BRASILEIRA! Avibrás é vendida para grupo estrangeiro!!

O portal de notícias DefesaNet divulgou a venda da empresa Aviões Brasileiros SA, AVIBRÁS, a um grupo australiano desconhecido.

A Avibrás é responsável atualmente pelo desenvolvimento do motor S-50, o maior motor-foguete fabricado no hemisfério sul, além de ser a responsável pelo blindado Astros 2020, um dos veículos militares de maior sucesso do Brasil e usado em conflitos no oriente médio, dentre outros produtos da área de defesa e segurança.

Ainda segundo o DefesaNet, o Governo Federal autorizou a venda e o Ministro de defesa José Mucio participou das negociações da venda.

Essa venda é um revés no desenvolvimento da industria pesada do Brasil, nossa capacidade de Defesa e Exploração Espacial agora estará nas mãos de empresários australianos, país conhecido por ser aliado dos Estados Unidos, que em áudios vazados pelo WikiLeaks em 2016: “[…] Desaprova o desenvolvimento de um programa espacial no Brasil”.

Esse ato também é um ataque contra os trabalhadores brasileiros, que foram pessoalmente ao ministério da defesa pedir a Estatização da empresa para salva-la da falência ou da venda a estrangeiros.

Cabe a nós aguardar os próximos capítulos

Share this content:

11 comentários

comments user
AB

O gov. brasileiro havia entrado em acordo sobre as dívidas. Esse acionista principal representa o mais puro traidor e antipatriota. Se não fosse o lado mercenário, não precisaria “se vender” da forma que foi. Isso prova que apenas 1 única pessoa pode colocar um país inteiro de joelhos. É lamentável e repugnante.

comments user
Perneta

Essa venda é ótima, assim não conseguiram estatizar e fazer mais um cabide de empregos.

comments user
JBC

Pra vcs é fácil falar em não vender Avibras, nos que estamos sem salário a meses isso é uma vitória. Estamos tendo uma esperança em receber e o irresponsável do JB está fora

    comments user
    RAUL CARLOS

    Deve ser reconfortante pra vc saber que pode ser demitido a qualquer momento enquanto estrangeiros pegam todo o seu trabalho, roubam as propriedades intelectuais e começam a produzir fora do país com outra mão de obra mais barata

comments user
Elvis Mota de Andrade

Empresa de um rosto só. O ex proprietário, não conseguiu formar um sucessor do mesmo sangue para herdar o legado. Melhor que estatizar e criar um cabide da vagabundos é a venda, porém é triste a mesma ir parar em mãos estrangeiras e o Brasil perder essa tecnologia. O que conforta é que os funcionários terão seus salários honrados.

    comments user
    RAUL CARLOS

    Acho incrível que para muitos é preferível vender o país inteiro a estrangeiros do que punir a corrupção de poucos

      comments user
      MMerlin

      É muito fácil pregar o patriotismo, criticando uma venda que vai injetar capital permitindo novos investimentos, criação de novos produtos e, o principal, pagar seus técnicos e engenheiros.
      É muito fácil pregar o patriotismo, recebendo um salário fechado todo mês.
      Tente abrir um empresa e veja a dificuldade de sobrevivência nesse país.
      Sou empresário e sei o quão complexo é conseguir fazê-la dar lucro e pagar bem os funcionários enquanto temos um governo famigerado por tributos e uma concorrência pesada internacional.
      Se já é difícil comercializar produtos no setor privado, imagine comercializar apena com o governo e apenas para o setor de defesa?
      A solução do governo era tapar o sol com a peneira. Um acordo a curto prazo.
      A AVIBRAS precisa de duas coisas: ser fomentada e passar por uma reforma administrativa. Com a entrada de um sócio e a destituição do atual presidente (um dos maiores culpados pela situação da empresa) o planejamento é permanente, curto, médio e longo prazo.
      Alguns pregam a estatização. Mas qual o planejamento a longo prazo para a AVIBRAS?
      O EB vai comprar novos lotes de ASTROS que é o carro chefe da empresa?
      A AVIBRAS vai entregar o que deve referente ao PEB e o governo vai investir pesado no programa para reforçar o caixa de empresa?
      Em preferiria a compra pela Embraer. Mas, se esta não se interessou, que seja outra.

        comments user
        Raul Carlos

        Se ser empresário é difícil então vira CLT, ninguém te obrigou a abrir a empresa, e segundo, uma empresa militar precisa valorizar a própria pátria, as outras empresas foda-se isso, mas uma indústria militar precisa valorizar a própria patria

          comments user
          MMerlin

          O mundo não é Disneylandia como alguns pensam.
          Mas se você acredita nessa sua visão de Mickey, abra um CNPJ, contrate pesquisadores e engenheiros, construa um projeto (importante: pague por eles), tente um financiamento governamental ou investimento privado.
          Se conseguir, consiga contrate mais profissionais, construa o projeto e busque participar de uma licitação.
          Se conseguir, comece a administrar sua empresa e buscar novos contratos (com o governo) para continuar mantendo seus funcionários.
          Rs.
          Vamos ver onde seu “patriotismo” disfarçado vai te levar.

            comments user
            Raul Carlos

            todos esses projetos foram financiados pelo ministério da defesa, o cara só teve o trabalho de administrar o recurso

comments user
Arthur

Pô, pensando nos trabalhadores isso foi bom. A Avibras falindo e essas mentes brilhantes ficando sem salário, sem conseguir alimentar-se, ou alimentar sua família.

Publicar comentário