×

CLBI rastreia, pela primeira vez, um foguete da SpaceX

CLBI rastreia, pela primeira vez, um foguete da SpaceX

Fonte: Gov.BR

O veículo transportou o telescópio espacial Euclid, da ESA, com a missão de explorar a composição e a evolução do Universo.

No último sábado, 1° de julho, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) participou do rastreamento do foguete Falcon 9, lançado do Cabo Canaveral (EUA), pela empresa SpaceX. O veículo transportou o telescópio espacial Euclid, da Agência Espacial Europeia (ESA), com a missão de explorar a composição e a evolução do Universo.

Na Operação Euclid, o CLBI (Estação Natal) garantiu, em tempo real, a coleta de dados de telemetria, transmitidos para o Centro de Controle da missão da SpaceX durante a passagem do veículo pela área de cobertura do Centro de Lançamento. Os dados apresentados são informações cruciais para o monitoramento das condições e da trajetória do foguete, cumprindo os protocolos estabelecidos para as possíveis tomadas de decisões.

“O Brasil, em particular o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, tem tradição e experiência no apoio a lançamentos e rastreios de sistemas espaciais de outros países. Esse rastreamento do Falcon 9, que carregava a missão Euclid, é mais uma prova dessa capacidade do CLBI”, destaca o presidente da Agência Espacial Brasileira, Marco Antonio Chamon.

Para participar da missão, a equipe técnica de militares e civis do CLBI foi capacitada pela Empresa SpaceX e pela ESA para a manutenção nível 1 e para a operação dos equipamentos de rastreamento utilizados na Euclid. A qualificação e o credenciamento dos recursos humanos do Centro visaram à garantia da segurança e a possibilidade de intervenções locais, uma vez que não houve participação presencial de nenhum integrante das equipes estrangeiras no momento do evento.

“A participação e o sucesso na Operação Euclid evidenciam a capacidade operacional dos meios e dos recursos humanos do CLBI, o que pôde ser comprovado, também, por meio das interações dos nossos civis e militares com novas tecnologias e com as equipes de ponta no mundo. Serviu, ainda, como uma oportunidade ímpar para a elevação de nível de nossa equipe frente aos desafios que a área espacial demanda”, ressaltou o diretor do CLBI, Coronel Aviador Erivando Pereira Souza.

O telescópio espacial transportado tem o objetivo de criar um grande mapa, em grande escala, da estrutura do Universo, através do espaço e do tempo, observando bilhões de galáxias até dez bilhões de anos-luz, em mais de um terço do céu. Por fim, estudará a expansão do Universo ao longo da história cósmica, revelando mais sobre o papel da gravidade e sobre a natureza da energia e de matérias escuras.

Com fotos e informações do CLBI

Sobre o CLBI 

O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) é uma organização militar subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). Está localizado no município de Parnamirim, a 12 km de Natal, capital do estado brasileiro do Rio Grande do Norte. Nele se concentram operações de lançamento de foguetes de pequeno e de médio porte.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira (AEB), órgão central do Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (SINDAE), é uma autarquia pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira.

Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Share this content:

Publicar comentário