×

Membros da Agencia Espacial Alemã visitam o DCTA

Membros da Agencia Espacial Alemã visitam o DCTA

Fonte: DCTA.Mil.Br

Entre os assuntos debatidos estão o fornecimento de Foguetes VSB-30, o desenvolvimento do VS-50/VLM além de um futuro foguete VSB-31

Entre os dias 31 de julho e 03 de agosto de 2023, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) recebeu, por meio do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) membros do Centro Espacial Alemão (DLR), organização que atua em atividades de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de aeronáutica, espaço, energia, transportes, segurança e digitalização.

Na oportunidade, o Diretor do German Space Operations Center (GSOC), Professor Doutor Felix Huber, o Diretor da Mobile Raketenbasis (MORABA), Doutor Rainer Kirchhartz e o Gerente de Lançamento, Alexander Marcel Kallenbach, todos da equipe DLR, foram recebidos pelo Diretor do IAE, Brigadeiro do Ar Frederico Casarino para uma agenda de diversas reuniões acerca da finalização de contratos e planejamento para futuros projetos, como o desenvolvimento do VS-50, motor principal do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM). Na ocasião, também foram levantados pontos importantes sobre a conclusão do contrato para o fornecimento de motores dos foguetes VSB-30 e VSB-31.

O Brasil mantém com a Alemanha, há mais de cinco décadas, um relacionamento voltado para o segmento espacial, tendo o IAE como principal integrante dessa parceria, que teve início com o Acordo Geral de Cooperação Sobre Ciência e Desenvolvimento Tecnológico, assinado na cidade alemã, Bonn, no dia 09 de julho de 1969.

Entre outras atividades, o DLR também atua com pesquisas espaciais e lançamento de foguetes, utilizando bases da União Européia e o foguete suborbital VSB-30, desenvolvido pelo IAE para atender ao Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE) no campo de experimentos em ambiente de microgravidade. Devido à sua qualidade técnica, o VSB-30 despertou o interesse do DLR, destacando-se por suas características de baixa vibração e pelo fato de a repetibilidade da trajetória dos lançamentos ser mais precisa. É considerado pelos alemães como o melhor foguete suborbital do mundo, com motores totalmente desenvolvidos e produzidos no IAE. O DLR também participa como parceiro do Brasil no desenvolvimento de sistemas do VLM-1.

Para o Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, essa cooperação é de suma relevância, pois visa mitigar riscos e dividir os custos, além de fortalecer a capacidade autônoma do Brasil em realizar lançamentos de veículos com o objetivo de colocar satélites em órbita.

Segundo o Diretor do IAE, a relação entre o Brasil e a Alemanha contribui diretamente para o avanço aeroespacial brasileiro, pois promove a cooperação em prol do desenvolvimento de sondas e veículos lançadores no país, apoiando a prestação futura de serviços nesta área, bem como a transferência de conhecimentos relacionados à tecnologia, o que capacita ainda mais a equipe técnica e a indústria nacional.

 “A vinda da equipe do DLR, este ano, teve como objetivo aprofundar e ampliar a colaboração entre os dois institutos, gerando maior sinergia para a aceleração do Programa Espacial Brasileiro”, concluiu o Brigadeiro Casarino.

Fonte: IAE, por Aspirante Rebeka Falcão
Imagens: Acervo do IAE  e do DCTA, por Cabo J. Alves
Revisão: IAE/GAB-SCS – DCTA, por Tenente Carolina Redlich

Share this content:

Publicar comentário