×

SACI 2 – Satélite Avançado de Comunicações Interdisciplinares 2

SACI 2 – Satélite Avançado de Comunicações Interdisciplinares 2

O Satélite Avançado de Comunicações Interdisciplinares 2 ou SACI-2 foi um microssatélite de aplicações científicas, projetado, desenvolvido, construído e testado por técnicos, engenheiros e cientistas brasileiros trabalhando no INPE.

O SACI-2 foi lançado em 11 de dezembro de 1999, a partir do Centro de Lançamento de Alcântara por intermédio de um foguete VLS. que explodiu poucos minutos depois do lançamento

Os satélites “SACI” são compostos por uma plataforma multimissão e por um conjunto de experimentos que constitui a carga útil. Esses satélites contaram com a cooperação de diversas instituições brasileiras e estrangeiras.

Instrumentos

O satélite científico SACI-2 carregava quatro instrumentos científicos:

  • PLASMEX
  • MAGNEX
  • OCRAS
  • PHOTO

Suprimento de energia

  • Células solares: Arseneto de Gálio (AsGa)
  • Dimensões: 3 painéis de 57 x 44 cm
  • Eficiência: 19%
  • Potência gerada: 150W
  • Células da Bateria de Níquel Cádmio (NiCd)
  • Tensão elétrica: 1,4V
  • Capacidade: 4,5 Ah

Comunicação

  • Taxa de telecomando: 19,2 kbps
  • Taxa de transmissão: 500 kbps
  • Antenas de bordo: 2 de transmissão e 2 de recepção, tipo Microstrip
  • Frequência de operação telemetria/telecomando: 2,250 GHz/2,028 GHz
  • Antena de recepção em Solo: 3,4 m de diâmetro

Missão

Devido a uma falha no segundo estágio do veículo lançador, o foguete precisou ser destruído por rádio comando 200 segundos depois do lançamento, com a consequente perda da carga útil.

Lançamento do VLS 1 V02 levando o SACI-2

Share this content:

Publicar comentário