×

Brasileiros Participam da 66ª Sessão do Comitê para o Uso Pacífico do Espaço Exterior

Brasileiros Participam da 66ª Sessão do Comitê para o Uso Pacífico do Espaço Exterior

Por: Agência Força Aérea

Segundo a FAB, a Participação ativa da Comitiva Brasileira contribuiu para o futuro das atividades espaciais

De 31/05 a 09/06, uma comitiva brasileira, composta por representantes do Ministério da Defesa (MD), do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE) e do Centro de Operações Espaciais (COPE), participou da 66ª sessão do Comitê para o Uso Pacífico do Espaço Exterior (Committee on the Peaceful Uses of Outer Space, COPUOS, em inglês), em Viena, na Áustria.

Os representantes brasileiros participaram de discussões construtivas sobre questões relacionadas ao uso pacífico do espaço, compartilhando conhecimentos, experiências e perspectivas com delegações de outros países. A comitiva reforçou o compromisso do Brasil em seguir os princípios estabelecidos nos tratados internacionais e contribuir para o avanço da governança espacial global.

A participação ativa da comitiva no COPUOS refletiu o comprometimento do Brasil em trabalhar em prol da sustentabilidade das atividades espaciais de longo prazo, fortalecer as capacidades nacionais e promover a cooperação internacional nessa área estratégica.

A comitiva foi apoiada pela Embaixada do Brasil na Áustria, que representa o País na ONU em Viena, e foi integrada também por representantes do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCTI) e da Agência Espacial Brasileira (AEB).

Para o Brigadeiro do Ar Renato Alves de Moraes, ao participar do evento, o Brasil reforçou a sua disponibilidade para estabelecimento de novas parcerias, investimentos e avanços científicos e tecnológicos que beneficiem não apenas o país, mas toda a comunidade internacional.

O COPUOS exerce um papel fundamental no multilateralismo internacional, no qual os países podem se manifestar de maneira equânime sobre questões legais e técnicas da área espacial, com o direcionamento de esforços para o seu uso pacífico e sustentável e visando ao desenvolvimento socioeconômico das nações. Para tanto, o Brasil tem buscado exercer, desde a sua fundação, participação ativa e crescente, por meio das instituições nacionais de interesse, sob a coordenação e liderança da embaixada brasileira em Viena”, concluiu o Oficial-General.

Share this content:

Publicar comentário